Elemento MERCURIUS CORROSIVUS

Sublimado Corrosivo ou Bicloruro de Mercúrio. HgCl2)

 

SINTOMAS MENTAIS DE MERCURIUS CORROSIVUS

1 Debilidade mental; olhar para as pessoas que lhe falam, e não os entende. Estupor e delírio.

2 Mal humor, nada lhe interessa, ou alterna com hilaridade. Deprimido. Ansiedade com insônia.

SINTOMAS GERAIS DE MERCURIUS CORROSIVUS

*** 3 Talvez a característica geral mais importante deste remédio é a intensificação da ação mercurial que parece produzir o aporte do elemento Cloro neste sal. Se converte assim em um Mercurius de muito maior rapidez e intensidade em sua ação e em seus sintomas, especialmente no ardor, a fagedenização de seus úlceras e cancros e o tenesmo retal e vesical. Ademais, segundo Teste, Mercurius corrosivus está especialmente indicado em homens (quando os sintomas são de Mercurius) e Mercurius em mulheres.

* 4 Agravação: à noite ou ao anoitecer; por ácidos. Melhor: pelo movimento.

* 5 Debilidade quando está parado sem mover-se. Melhora estando deitado de costas com os joelhos flexionados e elevados.

* 6 Dores espasmódicas no periósteo. Periostite. Adenopatias; linfangite.

7 Sacudidas musculares convulsivas no rosto, nos braços e nas pernas. Violentas sacudidas ou sobressaltos ao dormir. Convulsões. Tremores.

DESEJOS E AVERSÕES DE MERCURIUS CORROSIVUS

* 8 Intensa sede, com desejo de bebidas frias. Deseja alimentos frios e tem aversão às comidas quentes.

SINTOMAS PARTICULARES DE MERCURIUS CORROSIVUS

* 9 Vertigem com frio e suores frios, com surdez ao agachar-se. Pesadez cefálica; congestão de rosto e cabeça, com bochechas ardentes. Cefaleia frontal; pontadas. Espasmos dolorosos no crânio. Suores copiosos na frente. Queda de cabelo.

** 10 Olhos proeminentes; olhada fixa. Miose com arreflexia pupilar. Inflamação dos olhos, com dores que prensam, ardentes, secura e conjuntivas vermelhas, com sensação de olho muito pequeno. Dor retro-ocular, como se empurrasse os olhos para fora, pior à noite. Excessiva fotofobia (pior caminhando ao sol) com lacrimejamento irritante e corrosivo. Irite sifilítica (é quase um específico) ou não, com íris turva, engrossado, que não se contrai nem se dilata, e pupila de contorno irregular; com dores severos, ardentes, desgarrantes; pior à noite; com hipopion e aderências. Flictênulas e úlceras profundas e dolorosas na córnea. Pálpebras edematosas, vermelhos e escoriados, ardentes, com as bordas cobertos de crostas grossas ou pústulas; invertidas. Diplopia ou vê os objetos como menores. Oftalmia do recém nascido. Retinite albuminúrica, hemorrágica.

11 Otite com pontadas. Secreção de pus fétido do ouvido. Pulsações violentas nos ouvidos, mais no esquerdo e à tarde.

12 Coriza aguda violenta, com descarga aquosa e narinas como em carne viva. Nariz inchado e vermelho. Epistaxe frequentes. Coriza crônica ou ozena, com secreção espessa, aderente, escoriante, com secura nas cóanos; Perfuração do septo. O que bebe, com frequência sai pelo nariz.

* 13 Rosto pálido, ou amarelado; ou vermelho, duro, inchado; traços distorcidos. Dor no malar esquerdo ou no seio maxilar. Intensa neuralgia facial estendida para as mandíbulas, melhor de dia, pior das 16 às 22 horas e à noite. Expressão esgotada. Edema facial. Rosto coberto de suores frios. Lábios muito inchados, sensíveis, negros ou vermelho escuros; secos e rachados; cobertos de uma secreção seca; lábio superior inchado e virado para cima.

** 14 Dentes frouxos, que doem e caem. Gengivas inchadas, esponjosas e que sangram facilmente, ulceradas, doloridas, separadas dos dentes; piorreia; cobertas com falsas membranas ou fuliginosidades; gangrenosas. Língua excessivamente inchada, inflamada, dolorida, que move com dificuldade, branquicenta na parte anterior e amarelada na posterior e bordas; ou seca e vermelha; amarela suja; papilas elevadas. Sensação de boca queimada, com dor ardente. Ulcerações na boca, fagedênicas. Hálito fétido. Salivação intensa, amarelada, acre, sanguinolenta, viscosa. Gosto salgado, ou muito amargo, ou metálico.

*** 15 A garganta é um dos principais campos de ação de Mercurius corrosivus. A garganta está intensamente inflamada, dolorida, de cor vermelho sombreado e tão inchada que lhe impede respirar, com sensação de constrição e sufocação (afogamento); deglutição muito dolorosa, ainda para os líquidos; quando intenta engolir embora seja uma gota, ao fazer o esforço, tem espasmo do esôfago, arcadas e vômitos; tem dores ardentes na garganta e esôfago, como se os tivesse em carne viva, e que se agravam pela menor pressão exterior ou contato. Amígdalas inchadas e cobertas de úlceras; com dores cortantes. Ulcerações na garganta, que se estendem rapidamente. As dores podem estender aos ouvidos. Tem uma enorme inchação dos gânglios do pescoço e dos submaxilares, e do pescoço mesmo. Úvula alargada, inchada, vermelha escura. Ardor no esôfago. Úlceras na úvula, fagedênicas.

16 Ardores no estômago. Distensão do epigástrio, e não tolera o contato. Incessantes vômitos biliosos ou esverdeados; vômitos mucosos ou de sangue, ou estriados de sangue ou como borra de café.

* 17 Dor no fígado (pontadas) e no ombro direito. Abdômen inchado e doloroso pelo menor contato. Ventre como golpeado, especialmente na região apendicular e sobre o cólon transverso. Gânglios inguinais dolorosos. Espasmo doloroso na virilha esquerda. Apendicite aguda; peritonite.

*** 18 Diarreia frequente, porém pouco abundante, de muco e sangue mesclados, com uma constante necessidade de defecar, dia e noite, com intensas dores cólicas cortantes e tenesmo constante retal e vesical (simultâneos), que não melhora ao defecar; com ardor no reto e ânus quando defeca e depois. As fezes são, também de mucossanguinolentas, esverdeadas, biliosas, com membranas, ou marrons, fétidas, quentes, enegrecidas. Disenteria e diarreias de verão. Umidade anal corrosiva. Prurido anal caminhando. Espasmo retal após o coito. Constipação com fezes aderentes.

*** 19 Micções frequentes e muito dolorosas, com intenso ardor na uretra (mais antes de urinar), com urina queimante que sai gota a gota, e intenso tenesmo vesical. A urina pode ser quente, sanguinolenta, marrom com sedimento como poeira de tijolo, com filamentos, com cilindros epiteliais ou pedaços mucosos; albuminúria (mesmo na gravidez); urina escassa ou suprimida. Blenorragia, com secreção esverdeada, pior à noite; com ardor ao urinar, pontadas na uretra e meato uretral vermelho e inchado.

** 20 Violentas ereções dormindo. Espetadas no testículo esquerdo. Pênis e testículos enormemente inchados. Glande dolorida e quente. Ulcerações e cancros duros que se estendem rapidamente, no pênis, glande e prepúcio, e na ponta do pênis. É um dos principais remédios da sífilis primária. Os cancros podem segregar um pus fétido. Parafimose ou fimose; glande vermelha escura, como gangrenada. Condilomas.

21 Menstruações prolongadas e copiosas. Fluxo branco amarelado de odor nauseabundo, açucarado. Intensa inflamação vulvar. Inchação dolorosa dos seios ao redor do mamilo. Rachaduras sangrantes e muito dolorosas no mamilo, sobre tudo ao amamentar.

22 Afonia, com dores ardentes ou cortantes na traqueia. Espasmo de glote ao engolir. Respiração dispnéica, ou lenta, interrompida, suspirosa. Tosse seca, oca, ou com expectoração mucossanguinolenta. Opressão ou constrição no tórax; pontadas na base direita, pior à noite. Hemoptise. Dor precordial. Palpitações. Pulso rápido, intermitente ou irregular.

23 Extremidades frias e cianóticas. Dores reumáticas por blenorragia suprimida. Dores agudas que se agravam à noite, com suores, e melhoram com o movimento. Dores no ombro e na omoplata esquerdo. Braço direito inchado vermelho e com vesículas. Pontadas nos quadris, sobre tudo à direita; dores na articulação coxofemoral. Mialgias na coxa. Dor na tíbia. Pernas dormidas. Cãibras nas panturrilhas. Pés gelados. Unhas cinzas.

24 Soluça no sono. Bocejos e despreguiçamentos frequentes. Insônia, sacudidas ao dormir, ou o despertam. Sonha com guerras e assassinatos.

* 25 Calafrios: à noite na cama, pelo menor movimento, ou ao ar livre. Calor ao agachar-se, e frio ao erguer-se. Pele fria, coberta de copiosos suores frios, pior à noite, sobre tudo na frente. Sua depois de urinar.

* 26 Pele vermelha e ardente, com pequenas vesículas; ou fria e úmida. Icterícia. Úlceras serpiginosas. Eczema. Varíola. Condilomas. Erupção sifilítica.

**** O principal remédio para os problemas renais, tais quais nefrite, pielonefrite, problemas de bexiga, infecção de urina, e ainda auxilia nos problemas intestinais como diarreia e sangue nas fezes.

Bibliografia: retirado do site: www.homeopatiageneral.com, ajude-nos na tradução.

 Você pode conhecer mais sobre a Filosofia Homeopática no livro:

Homeopatia: tratamento para o espírito e para o corpo.

Ele pode ser encontrado nas livrarias:

Livraria Leitura, site: www.leitura.com.br

Livraria Espírita Novos Rumos, site: www.lojanovosrumos.com.br

Editora Horizontes da Mente, site: www.horizontesdamente.com.br

Em São Paulo, Livraria Aliança, site: www.aliancalivraria.com.br


– Traduzido de www.homeopatiageneral.com – ajude-nos caso encontre erro de tradução

.
Voltar
http://www.csterapias.com.br/index.php/remedio-homeopatico
.
Curso de Homeopatia
.

http://www.csterapias.com.br/index.php/cursos
.

Mercurius corrosivus
Compartilhe este Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *